sexta-feira, 4 de novembro de 2011

"Sede Santos!..."


Olá Povo de Deus!

Estou de volta depois de duas semanas ausente. Vamos continuar a nossa caminhada e refletirmos juntos o evangelho desse final de semana. Boa reflexão a todos.

Celebramos hoje a festa de TODOS OS SANTOS. O Objetivo dessa festa é homenagear Todos os Santos (conhecidos ou não...) e apresentar o Ideal da Santidade, como possível hoje e como desejado por Deus:
"Esta é a vontade de Deus a vossa Santificação" (1 Tess 4,3)

As Leituras nos revelam o projeto de Deus:tornar o homem participante de sua santidade:

A 1ª Leitura nos abre uma visão sobre o nosso futuro: A vitória do Cordeiro transformou o caminho de morte em caminho de vida para todos aqueles que o seguem. São numerosos e doravante participam do seu triunfo, numa festa eterna. (Ap 7, 2-4.9-14)

A 2ª Leitura recorda que a vida divina já está presente em nós desde agora. (1Jo 5,1-3)

No Evangelho, Cristo nos aponta o "caminho" da Santidade,
com as Bem-aventuranças (Mt 5,1-12a) :
- Os que têm um coração de pobre: despidos da vaidade e ambição...
- Os que choram: são sensíveis à dor dos irmãos...
- Os mansos...
- Os que têm fome e sede de justiça...
- Os misericordiosos...
- Os construtores da paz...
- Os que têm um coração puro...
- Os que são perseguidos por causa da justiça e dos valores do Reino.

+ Celebramos hoje o maravilhoso mundo da Santidade.

- Mundo imenso, onde os santos são inumeráveis,
como nos diz a 1ª Leitura. (144 mil: 12 x 12 x 1000 = uma multidão)
- Mundo maravilhoso, onde muitos destes santos são nossos parentes,
nossos amigos, gente grande e crianças que conhecemos.
- Mundo feliz realizando-se no mundo de trabalho e de sofrimento,
de sonhos e realizações.
- Mundo de portas abertas, que cresce sem parar,
porque cada dia que passa vê chegar novos eleitos.

O Mundo dos Santos não é estranho para nós.
É um mundo feito de gente como nós, que, nas limitações humanas,
lutaram e venceram, viveram o evangelho de Jesus,
e serviram os irmãos nesta terra e continuam a servir por sua intercessão no céu.
Por isso somos convidados participar deste mundo desde agora.

+ Quem são os santos ?

- No princípio, a Bíblia reservou esse nome só a Deus: "Só Deus é santo".
- Jesus Cristo irradia a Santidade de Deus e
transmite a Santidade à Igreja, por meio dos Sacramentos...
- Na Igreja primitiva: Santos são os que participam da Santidade de Deus...
Por isso, santos eram todos os cristãos...
- Hoje, a Igreja nos diz que todos os homens têm uma vocação à santidade:
"Os cristãos de qualquer condição e estado são chamados pelo Senhor,
cada um por seu caminho, à perfeição da santidade pela qual é perfeito
o próprio Pai. Todos os cristãos são chamados à plenitude da vida
cristã e à perfeição da caridade.” (Concílio Vat. II)

Portanto, SANTOS não são apenas pessoas privilegiadas já mortas,
que viveram no passado longe do mundo...
- Santos não são apenas os que foram declarados santos pela Igreja e
são honrados hoje em nossos altares...
- Santos são também muitos "desconhecidos", que viveram o ideal da santidade e muitas pessoas de hoje que andam no "caminho" de Deus...
- Santos... podemos e devemos ser também nós...

+ Por que essa Celebração?
Para erigir um monumento ao "santo desconhecido"?...
- Não, é uma oportunidade para celebrar a "Comunhão dos santos".
Essa comunhão espiritual de bens entre todos os fiéis que constituem
a Igreja na sua etapa peregrina, purificante e triunfante.
- Hoje a Igreja peregrina se alegra unida à Igreja triunfante no céu,
como afirma o Prefácio da missa:
"Festejamos hoje a cidade do céu, onde nossos irmãos, os santos,
vos cercam e cantam eternamente o vosso louvor ".
- Hoje celebramos a santidade de Deus, que resplandece
nos membros de seu povo, nos filhos da Igreja.

+ Por que culto e devoção aos Santos?
- Como o povo da antiga aliança estava em comunhão com os patriarcas e
profetas, unidos na herança comum das promessas messiânicas,
assim o novo povo de Deus, que é a Igreja, vive em união com Jesus Cristo,
a virgem Maria, os apóstolos, os mártires e os santos.

- Esse culto e devoção não tem nada de mágico ou supersticioso,
pois é culto e louvor a Deus, porque a sua glória resplandece nos santos.
Assim eles se constituem para nós modelos e intercessores.

+ A festa de hoje é um apelo à Santidade,
como um dom que o Pai nos concede,
com a proposta desafiadora de Jesus:
"Sede santos, como o Pai é santo!"

Acolhamos o apelo de Deus à Santidade:
A santidade ainda hoje é possível e desejada por Deus...
E todos nós somos chamados a ela...

Um comentário:

  1. Parabens por ter voltado a escrever no seu blog estavamos sentindo falta

    ResponderExcluir